Páginas

quarta-feira, 7 de abril de 2010

Que sonho de nerd pobre...

Comecemos com um flashback. 6 de março de 2007: o então deputado federal Carlito Merrs (PT-SC) apresenta o projeto de lei nº 300/2007, que estenderia para os video games os benefícios de desoneração da informática. As pessoas pensaram: "Uau, redução nos preços! Finalmente vou poder comprar mais jogos!".

7 de agosto de 2008: o projeto trava na Comissão de Finanças do Senado, nas mãos do deputado relator Antonio Palocci (PT-SP), envolvido no escândalo do mensalão e, na época, julgado por violação de sigilo bancário.
2010: um movimento quer colocar esse projeto nos eixos de novo, a Campanha imposto justo para video games. Mas por que a redução de impostos pode ser importante para o nosso país?
Há um bom tempo o mercado de jogos fatura muito, tanto que supera o cinema, mas, no Brasil, este mercado é praticamente inexistente. Vivemos praticamente só de produtos importados, que conseguem ser mais baratos que os "oficiais". Além disso, a pirataria arrasta consigo quem não tem condições de pagar os abusivos preços. Com uma redução de impostos, o problema da pirataria seria ao menos amenizado. Pedimos as assinaturas de todos a fim de serem mandadas à Camâra dos Deputados. A dificuldade é grande, mas aderir à campanha não custa nada.

Texto do site: http://www.anmtv.com.br/

3 comentários:

  1. Somos um paradoxo: nerd pobre!

    ResponderExcluir
  2. Eu amo qdo meus amigos falam sobre games, isso me deixa feliz.

    ResponderExcluir
  3. nerds pobres. que triste. meu deus. oh my god!!!! me incluo nessa para tornar sua equipe mais fonte. ou menos fraca. apesar de não curtir games me acho nerd.

    ResponderExcluir